AÇÃO DO MP
14 de Maio de 2018

Promotor exige que prefeitura de Ceres negocie dívidas com fornecedor para evitar fechamento de vagas em UTIs

O promotor de Justiça Marcos Alberto Rios (foto) requisitou ao prefeito de Ceres, Rafaell Melo (PSDB), que negocie os débitos em atraso com fornecedores na área da saúde, a fim de evitar que as vagas de UTI na cidade sejam fechadas por falta de pagamento, conforme anunciado pela empresa Inter Vida Prestação de Serviços Médicos Ltda.

Em ofício ao MP, a empresa comunicou uma possível paralisação temporária dos atendimentos de quatro leitos de UTI atendidos pelo SUS, em 30 dias, caso não sejam normalizados os pagamentos em aberto.

Conforme explicado pela administração da empresa, a Intervida não recebeu do município a contrapartida devida pelo Estado, cujos débitos são referentes aos anos de 2016, parte de 2017 e 2018.