ATO DE HEROÍSMO
6 de setembro de 2019

Em ato de bravura, sargento da PM salva vida de mulher em incêndio em Vila Propício

Uma mulher de 18 anos escapou da morte, na noite do último dia 25, em Vila Propício, graças à ação do sargento Juliano Antunes dos Santos, que a retirou de um imóvel urbano incendiado na Rua Padre Santiago, pouco antes de o teto da casa desabar. Maiara dos Santos Almeida perdeu quase tudo no incêndio, que teria sido provocado, depois de uma discussão de casal, por Helio Draidson Pereira da Silva, de 21 anos, com quem mantém união estável. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Era perto das 19h30 do dia 25 de agosto quando os sargentos Antunes e Coriolano Vieira de Brito, lotados no 23º Batalhão de Polícia Militar (BPM), de Goianésia, foram informados de que uma residência na região central de Vila Propício estava em chamas. De serviço lá mesmo, naquele município, Antunes e Coriolano foram imediatamente até o local e constataram a veracidade. Do lado de fora, 2 homens ––testemunhas–– lhes disseram que havia uma mulher dentro da casa. Era Maiara, que perderia a vida, não fosse o ato de bravura do oficial.

“Como a equipe do Bombeiro mais próxima fica a 30 quilômetros, não achamos outra alternativa, se não entrar na residência, onde, apesar das chamas altas e da fumaça, conseguimos localizar Maria no interior da residência”, narra a ocorrência.

Maiara foi achada em estado de pânico e em desespero. Os militares tentaram retirá-la, mas ela se agarrou no portal dizendo que não sairia de lá. Foi então que o sargento Antunes a pegou nos braços e a carregou para fora, ao mesmo tempo em que tentava acalmá-la. Nesse momento, parte do telhado desabou e, em seguida, Antunes perguntou se não havia mais alguém no interior da casa, para quem a resposta foi negativa.

Perguntada, também, se sabia o motivo que causou o incêndio, Maiara respondeu que seu marido, Helio Draidson chegou embriagado em casa, discutiu com ela, quebrou toda a mobília e colocou fogo – ela não revelou aos militares como o homem ateou fogo no imóvel.

Entre os objetos queimados e danificados estão 2 guarda-roupas, duas camas de casal, uma penteadeira, um espalho, um raque, um fogão, uma geladeira, um armário, uma mesa, um liquidificador, uma sanduicheira, roupas, documentos e 2 aparelhos de TV e um de DVD. Depois de alguns minutos, a equipe do Corpo de Bombeiros, com a ABT 51 composta pelo sargento Jean Eustáquio Moreira e cabo Marcelo Frasão de Oliveira, chegou no local e controlou o fogo. O sargento BM Jean interditou a casa, depois de constatado o risco de mais desabamento, e os policiais militares coletaram todas as informações para o Registro de Atendimento Integrado (RAI) e isolaram o local. Após isso, os policiais saíram em diligências no intuito de localizar o autor, mas sem êxito.