PREMIAÇÃO DE R$ 25 MIL PARA O PRIMEIRO COLOCADO
26 de setembro de 2019

Mais de 170 alunos participam do 13º concurso de redação “Dr. Otávio, construtor de sonhos

Mais de 170 alunos do 9º ano do Ensino Fundamental das escolas estaduais e particulares de Goianésia produziram na manhã de quarta-feira (25) o texto que irá concorrer na 13ª edição do concurso de redação “Dr. Otávio, construtor de sonhos”. O concurso é realizado pela Fundação Jalles Machado, com apoio da Coordenação Regional de Educação.

A expectativa é muito grande, já que o certame premia com uma bolsa de estudos de R$ 25 mil a redação vencedora. Além da bolsa de estudos, o concurso premia o professor do aluno vencedor com um notebook, o estudante com segundo melhor desempenho com um notebook e o terceiro colocado com um smartphone.

A redação foi escrita pelos alunos na Universidade Estadual de Goiás (UEG), sob a supervisão de profissionais da Coordenadoria Regional de Educação, acompanhados de representantes do Grupo Otávio Lage e da Jalles Machado. O critério para a escolha dos alunos leva em conta o desempenho escolar em Língua Portuguesa. Os 15% melhores do 9º ano são convidados a concorrer.

O tema escolhido este ano foi “Tecnologia e inteligência artificial: como lidar com a revolução industrial”. Membros da família Lage escolhem três temas, que são sorteados na hora, na presença dos diretores das escolas e da coordenadora regional de Educação, Gislene Fonseca.

“Esse concurso foi criado como forma de homenagear a memória de nosso pai, Otávio Lage, que foi um grande incentivador da educação em Goiás”, explica o diretor-presidente do Grupo Jalles Machado, Otávio Lage de Siqueira Filho, o Otavinho.

ALUNOS VIVEM EXPECTATIVA

A aluna da escola estadual Padre Astério Pascoal, Raniely Nunes disse, minutos antes de entrar para a sala para produzir o texto, que se preparou bastante para o momento. “Li a biografia do Otávio Lage, para incluir referências dele na minha redação. Os professores me ajudaram bastante na preparação. Quero ganhar a bolsa para cursar Arquitetura, que é o meu sonho”, afirmou.

Mariana Gonçalves Freitas, aluna do Colégio Estadual da Polícia Militar José Carrilho, contou como foi sua estratégia de preparação. “Estudei outras redações vencedoras, para ter uma base da qualidade dos textos. Seria muito bom ganhar, mas o preparatório em si já é um aprendizado”, garante.

ESCOLAS SE PREPARAM O ANO TODO

Concurso que paga a maior premiação de Goiás – e um dos maiores do Brasil -, o “Dr. Otávio, construtor de sonhos” estimula também uma competição saudável entre as escolas de Goianésia. Todas montam suas estratégias de preparação, com ações que acontecem o ano todo e mobilizam alunos, professores, coordenadores e pais.

“Nossa preparação este ano teve início no dia 19 de fevereiro. O professor Wilks Ley preparou os alunos, com estudo das redações vencedoras e a partir de abril começaram a produção de textos para avaliação”, conta a coordenadora geral do CEPMG José Carrilho, Rita de Cássia Medeiros de Araújo. “Os alunos participantes ficaram todas as terças na sétima aula e nos últimos dias também aos sábados se preparando exclusivamente para essa redação”.

A diretora do Colégio Jalles Machado, Irmã Bia, também disse que o concurso é levado bastante a sério na escola. “Temos um forte trabalho de base, com preparação durante todo o ano. Na verdade, a preparação tem início um ano antes, um trabalho que conta com a competência dos professores, o entusiasmo dos alunos e o suporte da direção”, ressalta.

FORMA DE VALORIZAR O CONHECIMENTO

Representando o Grupo Otávio Lage, a gerente de Desenvolvimento Humano, Railene Rios, destacou a importância do concurso. “Além da premiação que ajuda na formação do aluno vencedor, o concurso ajuda a ampliar a visão de mundo desses adolescentes, além de valorizar a cultura e a produção de conhecimento”, disse.

“É um concurso esperado desde o início do ano. É grandioso não só no valor financeiro, mas no que traz de conhecimento aos alunos que participam. O Grupo Otávio Lage e a Jalles Machado estão de parabéns. Só temos que agradecer pelo incentivo que dão aos nossos alunos”, ressalta Gislene Fonseca, coordenadora regional de Educação.

As dez melhores redações serão conhecidas no dia 16 de outubro em solenidade a ser realizada na Câmara Municipal.